Blog
Mar 23
EARTH

Foco Cuidado Especial: Coronavírus (Técnica para Reduzir e Superar o Medo)

“À medida que a pandemia do Coronavírus (COVID-19) expande a sua presença em mais de 100 países, é óbvio que o medo e a ansiedade, devido à incerteza, estão a aumentar fortemente.

O Foco Cuidado abaixo apresentado é para ajudar a transformar, com compaixão, a intensidade do medo pessoal numa atitude e num sentimento mais equilibrados de preocupação gerida, que, ao contrário do medo, nos conecta mais profundamente com o discernimento intuitivo do coração. Isto contribui para uma maior clareza de pensamento, discernimento eficaz e escolhas mais acertadas em tempos de incerteza e mudanças rápidas.

Muitas pessoas beneficiaram desta prática, porque estão simplesmente cansadas de permitir que o medo lhes reprima o poder e a força de quem realmente são. Nós sabemos que o medo pode servir o propósito de nos ajudar a tomar medidas de precaução, mas o medo sustentado e altamente amplificado pode deteriorar os nossos dois objetivos mais importantes – manter a saúde e a clareza do nosso raciocínio.

A investigação demonstrou que equilibrar a natureza energética da nossa mente e emoções, enquanto praticamos um cuidado compassivo com os outros e com nós próprios, melhora o sistema imunitário. No entanto, a preocupação, a ansiedade ou o medo excessivos comprometem o sistema imunitário e muito mais, tornando-nos cada vez mais suscetíveis a vírus e doenças. O medo tira-nos poder e confiança, enquanto que a atitude de gestão da preocupação permite-nos assumir mais o comado da nossa natureza mental e emocional – e fornece um acesso mais fácil à nossa orientação intuitiva e às escolhas mais elevadas. O medo bloqueia esta ligação, especialmente quando mais precisamos dela, para uma direção fundamentada.

Enquanto vemos as notícias, é eficaz escutarmos com uma atitude de gestão da preocupação para reduzir o efeito do medo. Seja paciente consigo mesmo; qualquer progresso ao lidar com o medo é muito progresso. A preocupação gerida é um estado mental e emocional que nos pode deixar informados, sem permitir que sejamos infetados e debilitados pelo vírus emocional da energia do medo. A prática do Foco Cuidado apresentada abaixo pode ajudar-nos a tornar progressivamente mais capacitados e confiantes quando somos desafiados pelo medo e pela ansiedade intensa. Não desista. No início, pode parecer mais desafiante. Pratique de coração e verá os resultados. A compaixão e a paciência em relação a si próprio aceleram o seu progresso na gestão do medo.

Irradiar um cuidado compassivo para si próprio e para os outros ajuda a acalmar o aumento da energia mental e emocional, que impulsiona o medo para além do que parece ser possível de gerir. Nós podemos mudar estes padrões de comportamento. Podemos usar este vírus como uma oportunidade prática para finalmente recuperarmos o nosso poder, através da redução do medo para uma preocupação gerida, que nos liga a escolhas e ações inteligentes.

A preocupação gerida é uma atitude de substituição saudável consciente para o medo.

Foco Cuidado – Substituir o Medo por Preocupação Inteligente

Esta ferramenta é intencionalmente simples, mas eficaz.

  1. Respirando a um ritmo relaxado, faça de conta que está a respirar através da área do coração ou do peito, e imagine que está a acalmar a sua mente e as suas emoções a cada respiração. (Emoções calmas ajudam a criar um espaço que permite um acesso intuitivo a discernimentos e escolhas mais claras ao avaliar situações.)
  2. Enquanto respira, visualize a calma e o equilíbrio mental e emocional a fluírem na sua mente e em todas as suas células. Mantenha uma intenção consciente no seu coração de transformar sentimentos de ansiedade ou medo em sentimentos de preocupação gerida. A prática aumentará a sua capacidade de manter o cuidado e compaixão pelos desafios da humanidade sem criar um esgotamento no seu próprio sistema. Lembre-se, no processo de redução do medo qualquer progresso é muito progresso. Seja paciente.
  3. Vamos terminar irradiando cuidado compassivo e calma no campo energético global para ajudar a reduzir o medo e ver as pessoas a fazerem escolhas mais inteligentes e menos stressantes a partir de uma perceção e atitude de preocupação gerida. Isto permite que as pessoas mantenham o comando de si próprias, em vez de peões do medo e da dispersão mental. O Coronavírus é uma situação perfeita para esta prática eficaz transformar os medos e a ansiedade que suprimem grande parte da nossa força e poder vital para criar uma vida melhor.

Pode continuar a praticar este Foco Cuidado Especial, se for conveniente, durante 5 minutos por dia para ajudar a elevar o campo de energia que o rodeia a si, à sua família e ao nosso planeta.

Obrigado pela sua participação neste Foco Cuidado Especial.

Doc Childre

Se deseja mais informações e práticas baseadas no coração para a redução do medo, leia este excerto do livro Heart Intelligence: Connecting with the Intuitive Guidance of the Heart, do qual este Foco Cuidado foi adaptado.

Práticas baseadas no Coração para reduzir o medo, Heart Intelligence, páginas 223-227

Através da minha experiência, aprendi a importância de abordar o medo com facilidade e compaixão por mim próprio, em vez de lutar com a mente. A impaciência levou muitas das minhas intenções de reduzir o medo diretamente para o caixote do lixo, até que aprendi que a paciência também é um requisito para transformar o medo, e não uma opção. Quando a nossa capacidade intuitiva de raciocínio fica limitada pelo medo, isso faz com que o nosso alarme de auto-segurança dispare e crie uma poderosa distorção interna a que chamamos de pânico, sobrecarga, etc. Você pode reduzir isto dando importância ao abrandamento das vibrações da sua mente e emoções; isso ajuda a reduzir a carga ou a intensidade. Isto pode ser feito através de uma respiração lenta enquanto imagina a sua respiração a entrar através da área do seu coração. Uma maneira eficaz de aprender a gerir a intensidade emocional passa por primeiro praticar com emoções menores, tais como frustração, irritação, impaciência e outras. Reduzir a intensidade mental e emocional é uma porta de entrada para a sensibilidade intuitiva para escolhas e soluções mais inteligentes.

Também pode considerar esta sugestão útil:

Não tente parar o medo; simplesmente comprometa-se a reduzir o medo cada vez mais, um pouco de cada vez (com facilidade, sem forçar). Não ponha um cronómetro no processo. Liberte o julgamento próprio ou sentimentos negativos em relação ao seu medo, pois isso cria mais resistência. Saiba que o medo se torna mais negociável à medida que reduzimos o drama extra criado no diálogo interno e nas projeções imaginárias com resultados sombrios. Eu fiz isso habitualmente até perceber que a minha mente estava viciada em pensar demais nos aspetos do medo – tentando ser muito complexa na avaliação dos meus sentimentos (menino Freud). Quanto mais ampliamos o medo com drama, mais fortalecemos os medos que desejamos eliminar. A maioria de nós já sabe disso – até o medo surgir.

Abaixo está uma prática que poderá já estar a usar para gerir o medo e a ansiedade ao ver as notícias – se as notícias forem um gatilho para si.

Simplesmente pratique inspirar o sentimento de calma e equilíbrio emocional enquanto vê as notícias. Ao respirar, veja-se a si próprio a manter uma atitude de cuidado e compaixão pelos desafios da humanidade sem assumir a dor e o medo deles. Isto não significa que se importa menos. Médicos, enfermeiros e socorristas mantêm o seu cuidado e eficácia sem se identificarem demais com a dor que as pessoas estão a sentir. Desenvolver esta qualidade requer alguma prática, mas com paciência e compromisso genuíno, qualquer um de nós também pode desenvolvê-la.

Se lhe parecer demasiado difícil lidar com as notícias às vezes, saiba que não há problema se não as vir de todo. Sem aprender verdadeiramente o desapego, provavelmente muitas pessoas ficariam melhor sem verem as notícias constantemente. Eu costumo escolher ver notícias globais, porque isso alimenta o meu compromisso de compaixão pelo medo e pelo sofrimento sentidos em todo o planeta. Com a prática, a mente e o coração podem aprender a processar desapego e compaixão ao mesmo tempo. Nós temos que ser honestos connosco próprios ao decidir se seguir as notícias apoia ou compromete o nosso bem-estar com base na nossa natureza e estrutura individual. Tal como em muitas questões, as notícias têm vantagens e desvantagens. Use o seu próprio coração para decidir o que é melhor para si.

A prática que mais me ajudou a reduzir o medo é a seguinte: em oração ou meditação, eu visualizava o amor do meu coração a fluir para a minha mente e todas as minhas células para mudar as minhas marcas antigas de medo. Enquanto respirava, mantinha uma intenção consciente no meu coração de transformar os meus antigos programas de medo e ansiedade em sentimentos de preocupação gerida, que é uma atitude muito mais objetiva e menos stressante do que a sensação de medo.

O medo tira-nos poder – enquanto que a atitude de preocupação gerida cria um foco cuidado que nos permite ficar no comando e mais sintonizados com uma direção intuitiva. A preocupação gerida é uma atitude de substituição saudável consciente para o medo. Assuma um compromisso de coração de cuidar do medo mudando o sentimento para preocupação gerida. Isto vai levar a uma resposta mais calma, a uma avaliação mais clara e a uma direção intuitiva para responder a qualquer coisa que ameace a sua segurança interna ou externa. A prática deste exercício pode e vai ajudá-lo a tornar-se progressivamente mais confiante e a ter mais poder quando for desafiado pelo medo, se for paciente e se se comprometer.

Praticar com medos menos intensos fortaleceu rapidamente a minha capacidade de mudar e dissipar objetivamente alguns dos meus medos e ansiedades mais profundos. Ao praticar a redução e a transformação do medo, tenha em conta que passos pequenos são passos inteligentes, pois criam um ritmo equilibrado que gera menos desânimo. Enquanto pratica, permita alguns deslizes sem se julgar e desistir. Faça uma abordagem com facilidade, sem urgência e sem duvidar de si.

Estes poucos parágrafos não estão perto de tratar das inúmeras situações e circunstâncias que podem desencadear os nossos medos. Há eras que as pessoas fazem pesquisas para tentar descobrir um “resolve tudo, apagador-do-medo”. Há muitas instruções úteis disponíveis se pesquisar livros e informações sobre este assunto. Se desejar isso de coração, irá obter informações que podem ajudá-lo a substituir os seus medos por um sentimento de maior segurança própria.”

Special Care Focus: Coronavirus (Technique for Reducing and Overcoming Fear). HeartMath®, Março 2020, www.heartmath.com

Tradução autorizada pela HeartMath®. HeartMath é uma marca registada da Quantum Intech, Inc. (dba HeartMath, Inc.). Para todas as marcas registadas HeartMath vá a www.heartmath.com/trademarks

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *